Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

ALGO QUE VOCÊ PRECISA SABER, 2009.

QUELQUE CHOSE À TE DIRE é um drama francês de Cécile Telerman, diretora que também assina o roteiro. O filme narra a história de uma família com todas as suas contradições. Parece um velho mote, mas o filme não deixa de ser bem feito, embora em um determinado momento a narrativa acelere. Apesar de centrar-se em uma família, outros núcleos serão afetados, pois seus membros passam a se relacionar com pessoas que, apesar de serem a princípio desconhecidas, são bem mais próximas do que se imagina.

A família Celliers é formada por Henry Celliers (Patrick Chesnais), empresário de influência e aposentado, marido de Mady Celliers (Charlotte Rampling), uma dona-de-casa que abandonou a sua paixão, a pintura, depois de sofrer uma desilusão amorosa quando jovem, ao se apaixonar pelo seu professor com quem teve um filho, Antoine (Pascal Elbé), empresário falido que tenta esconder do pai adotivo a sua situação. Alice Celliers (Mathilde Seigner) é uma das filhas de Mady e Henry que, assim como a mãe…

MULAS COLOMBIANAS

Maria Cheia de Graça (Maria Llena Eres de Gracia/Maria Full of Grace) é um filme de origem norte-americana e colombiana, lançado em 2004, com roteiro e direção assinados por Joshua Marston. O filme conta a história de Maria, uma jovem de 17 anos, que trabalha tirando espinhos de rosas em uma cidade pequena da Colômbia. Grávida do namorado e tendo dificuldades no trabalho através do qual também ajuda a manter a família, formada apenas por mulheres, Maria se demite e parte para Nova Iorque como “mula”, isto é, arriscando a vida engolindo papelotes de cocaína. A adversidade e a situação de extrema pobreza levam as jovens comlombianas, ávidas por melhores condições de vida, a percorrerem caminhos difíceis, tortuosos, expondo, contraditoriamente, as suas vidas.

O cartaz do filme nos remete, em uma clara intertextualidade, à narrativa bíblica, já que nos faz lembrar da personagem Maria, considerada cheia de graça, por gerar aquele que salvaria a humanidade de todos os pecados e males. També…

MULHERES ATRÁS DAS CÃMERAS: NORA EPHRON

Talvez pelo nome poucos a conheçam, mas Nora Ephron escreveu um clássico do gênero comédia romântica, aliás filão que vem sendo incluído no currículo das mulheres seja na condição de diretoras, seja na de roteiristas. Harry & Sally: feitos um para o outro é um desses filmes que provoca inquietações e indignações em mulheres que já superaram a relação de dependência a um homem para se realizarem. O filme apresenta o que há de mais estereotipado nas relações de gênero: uma mulher madura  procurando desesperadamente um marido e um homem maduro tentando superar a rejeição, já que abandonado pela mulher. Aliás ambos terminaram os seus relacionamentos por decisão de seus companheiros. A diretora mostra como homens e mulheres lidam na maturidade com as perdas afetivas.

A maior pressão ocorre por parte dos amigos dele e dela, pois todos querem que eles tenham outra relação para esquecer o trauma do abandono. Harry & Sally, em seu desfecho, apresenta um personagem masculino que decide…

AS MULHERES ATRÁS DAS CÂMERAS

Isabel Coixet tem despontado no cinema atual como diretora e/ou roteirista de grande talento e sensibilidade. Nascida na Espanha, seus filmes tematizam a experiência humana em seu limite, daí a morte estar sempre presente em seus filmes, física ou simbolicamente. A morte serve de pretexto para enaltecer a vida, em sua plenitude, longe das banalidades que leva a sociedade consumista a aprisionar as pessoas. Em Minha Vida Sem Mim, 2003, e Elegia, 2008, que no Brasil recebeu a estranha tradução de Fatal, a morte faz-se presente para mostrar o quanto as pessoas se prendem a coisas desimportantes, esquecendo-se, diante do espetáculo da aparência e do extremo individualismo, acentuados por uma sociedade de consumo, a alienação do sujeito da percepção de si. Esse aspecto é bem evidenciado no primeiro filme, Minha Vida Sem Mim, através da fala da protagonista, mãe de duas meninas, que se angustia com o fato de saber que as suas filhas terão de cantar músicas estúpidas que passam na televisão.…