Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

BRILHOS DE UMA PAIXÃO, DE JANE CAMPION

Já está em exibição o esperado filme de Jane Campion. A diretora neozelandesa teve seu último trabalho com In the Cut (Em Carne Viva, no Brasil), 2003, com Meg Ryan e Mark Ruffalo nos papéis principais. Trata-se da história de uma professora que mora no bairro onde a personagem de Ruffalo, um detetive, vai investigar um assassinato. Este filme é baseado no romance de Susana Moore (quem assina o argumento) e produzido por Nicole Kidman e Laurie Parker. Parker foi também assistente de direção neste filme.
O filme Bright Star ou Brilhos de uma Paixão, no Brasil, lançado no ano passado, chegou à telas brasileiras. As sinopses nos informam que se trata dos três útimos anos de vida do poeta inglês John Keats, que morre de tuberculose aos 25 anos de idade, e que se envolve com uma jovem chamada Fanny Brawne. No entanto, sabemos que as sinopses funcionam como "chamariz" e, por conta deste propósito, acabam resumindo tudo a uma história de amor. Com esta desconfiança, prefiro assistir…

MULHER E RELAÇÕES DE GÊNERO EM AVATAR

Assisti, não faz muito tempo, o filme Avatar (2009) de James Cameron. Como qualquer texto, o filme pode ser lido sob diferentes aspectos, mesmo que alguns sejam mais evidentes do que outros. Os 161 minutos de filme explora de forma espetacular os recursos visuais e sonoros conduzindo o espectador a olhar para Pandora, local onde se passa a narrativa, como um lugar exótico, diferente dos lugares urbanos que foram soterrarados e desertificados em prol do progresso e do acúmulo de riqueza e poder. Pandora é um mundo que não foi tocado pela cultura ocidental, diga-se urbana. No filme, duas linhas são definidas: de um lado a cultura exploratória e extrativista e de outro lado a cultura da preservação dos recursos naturais, usados para fins de subsistência. 
O filme critica as operações exploratórias militares e empresariais, embora seja complacente com as explorações científicas. Esta não teria um caráter destrutivo, do ponto de vista da narrativa fílmica, mas ao contrário, seria de grande …